quinta-feira, 28 de junho de 2012

51 DICAS P/ EMAGRECER


01 - Os glúteos são os maiores músculos do corpo humano. Por isso, trabalhá-los e malhá-los é a melhor maneira de queimar calorias.

02 - Estudos mostraram que beber água gelada faz com que o corpo “trabalhe” (entenda-se “queime mais calorias”) para manter a temperatura normal. 

03 - Aumente o consumo diário de diuréticos naturais. Alguns alimentos ajudam a desintoxicar seu corpo e a liberar mais fluídos desnecessários na urina.  A lista de diuréticos naturais inclui: pepinos, aspargos, limão, chá verde e, outros com altas concentrações de magnésio, potássio, vitamina C e / ou cafeína. Tente misturar pepino ou limão com água. Fica uma delícia e super diurético.

04 - Melhore a postura. Isso irá fortalecer os músculos mais internos do corpo. Segure o estômago como se fosse levar um soco. Tudo isso irá fazer com que pareça mais magra (mesmo sem ter perdido 1kg sequer)! Deixe um alarme ligado para tocar a cada 15 minutos e lembrá-la de melhorar a postura.

05 – Cogumelo, levedo de cerveja, nozes e aspargo - Esses alimentos são ricos em cromo, mineral que diminui bastante a gordura total e, principalmente, aquela que se concentra na cintura. O cromo transforma o carboidrato em fonte de energia, reduz a vontade por doces e controla o apetite.

 

06 - Saladas cruas - "Fibras das hortaliças são as melhores amigas de um corpo enxuto", diz o livro "Dieta Seca-Barriga", da editora Abril. Como essas fibras têm baixo valor energético, diminuem a digestão de alimentos calóricos e impedem a digestão de carboidratos que contribuem com o aumento de peso.

 

07 - Canela - Além de fazer o corpo gastar mais energia durante a digestão dela, a canela ainda reduz a sensação de fome. Essa especiaria ainda possui bastante cálcio, que ajuda no emagrecimento e de potássio, responsável por eliminar o sal que colabora na retenção de líquidos.

 

08 - Iogurte desnatado e leite com redução de lactose - O cálcio é mineral importante na queima de gorduras. Por isso, é importante incluir iogurte e derivados de leite desnatado (ou com redução de lactose) na sua dieta. Esses alimentos na versão mais magra são mais fáceis de serem digeridos e afastam os gases que estufam a barriga. 

 

09   - Aipo - Dois talos de aipo contêm menos de 10 calorias. Além disso, esse vegetal também possui grande teor de cálcio, amigo do emagrecimento, e de potássio, responsável por eliminar o sal que colabora na retenção de líquidos.

 

10 - Salsinha - Ela tem a incrível capacidade de eliminar alguns centímetros ao redor da cintura porque tem ação diurética. Além disso, faz uma limpeza nos rins

 

11 - Óleo de coco - Os líquidos do óleo de coco faz com que as engrenagens do corpo funcionem mais rápido. Dessa forma, a temperatura sobe e as calorias derretem. As propriedades do óleo de coco ainda desinflamam o organismo, sem contar que essa fruta tem muita vitamina E, um poderoso antioxidante. 

 

12 - Frutas vermelhas - Morango, mirtilo, amora, framboesa e cereja reduzem a massa gorda e o excesso de gordura no sangue.

 

13 - Chá, em especial o verde e o de hibisco - O chá verde é um dos maiores aliados do emagrecimento: ele é repleto de catequinas e de polifenois, que aceleram o metabolismo. Quatro xícaras por dia desse chá é o ideal, mais do que isso pode se tornar tóxico. Já o chá de hibisco tem efeito "espanta-gordura", regulariza o intestino, combate a retenção de líquidos e também os temidos radicais livres, que desajustam o metabolismo.

 

14 - Suco de limão - O suco de qualquer tipo de limão ajudam a diluir os excessos gordurosos por causa do acido cítrico. O limão também é diurético e alivia o inchaço. A casca é rica em pectina, fibra solúvel que dá sensação de saciedade. Fique de olho: mais de dois limões por dia podem prejudicar as mucosas do estômago. E lembre-se: beba o suco imediatamente após o seu preparo, assim você não perde os benefícios da fruta e de preferência com canudo para a acidez não desgastar o esmalte dos dentes. 

 

15 - Pimenta vermelha - O sabor picante da pimenta vermelha deve-se à capsaicina, que acelera o metabolismo em até 20% (se ingerida em torno de 3 gramas por dia) e dobra a produção de calor em até algumas horas após a refeição em que foi consumido. A pimenta vermelha promove a quebra da célula de gordura e controla os níveis de glicose no sangue.

 

16 - Gengibre - Duas fatias de gengibre por dia aumentam o gasto calórico em aproximadamente 10%, isso porque suas propriedades esquentam o organismo e faz com que ele derreta os estoques de gordura. 

 

17 - Faça 5 a 6 refeições ao dia, com pequena quantidade de alimentos.  Estabeleça horários e não pule nenhuma delas O café da manhã, almoço e jantar devem ser equilibrados e completos. Faça também lanches entre as refeições com frutas ou barra de cereais, sucos ou água de coco. Não fique mais do que 4 horas sem se alimentar, senão você acabará consumindo uma maior quantidade na refeição seguinte. Nunca, sob hipótese alguma, faça jejum ou cortes radicais no seu programa. Você precisa de alimentos para continuar vivendo. Só precisa saber dosá-los.

18 - Beba muita água, de 1,5 a 2 litros de água por dia. A água hidrata, estimula a circulação sanguínea, o metabolismo, o funcionamento intestinal, a digestão, e com isso contribui também para o processo de emagrecimento.

19 - Faça as preparações no vapor, assadas, cozidas ou grelhadas. São mais nutritivas, menos gordurosas e muito mais saudáveis.

 20 - Apenas alimentação não faz milagre. O conjunto alimentação saudável e exercício físico regular é fundamental para mandar embora os quilinhos extras. Se não for possível ir a academia, faça caminhadas pelo menos três vezes por semana.  

21 - Antes de ir à festa procure fazer um lanche rápido (por exemplo: coma uma fruta ou tome um copo de suco natural ou leite, faça pequena refeição rica em saladas pois, ficar muito tempo sem se alimentar fará com que você queira "devorar" tudo o que aparecer na frente. Além disso, pode ocasionar hipoglicemia (queda na taxa de açúcar do sangue) provocando mal-estar ou tontura.

22 - Evite os petiscos feitos com massa "podre" (exemplo: empadinhas) ou folheada (exemplo: tortinhas e croissantes) pois apesar de serem assados, eles possuem uma grande quantidade de gordura na sua composição, tornando-os, às vezes, tão calóricos quanto os salgadinhos fritos.

23 - Com relação aos patês, evite consumi-los. Por serem elaborados, na maioria das vezes, com creme de leite ou maionese dificilmente, eles têm baixo valor energético. Com exceção para os feitos à base de ricota e, posteriormente, temperados com ervas desidratadas, frescas ou tomate seco.

24 - Antes de você se servir, observe todas as preparações do bufê. Verifique se há saladas de hortaliças (verduras e/ou legumes) e inicie sua refeição, ingerindo-as. Você pode comê-las à vontade. No entanto, para temperá-las, evite a utilização de molhos cremosos, pois em geral, eles são feitos com maionese ou creme de leite, apresentando dessa forma, um alto valor calórico. A melhor opção é temperá-las com suco de limão e sal ou com molho vinagrete, molho inglês ou shoyu.

25 - Na hora de escolher os alimentos quentes do bufê, lembre-se que existem fatores essenciais para o aumento do valor calórico dos mesmos: a adição de ingredientes gordurosos durante o preparo - como, por exemplo: o acréscimo de bacon no feijão, de molhos cremosos nas carnes e massas ou de queijo ralado sobre o arroz, batatas ou massas;
26 - Em um único prato, coloque bastante salada e complete com outros alimentos, sem exagerar nas quantidades. Coma devagar. Mastigue bem, saboreando os alimentos, sem pressa. Isto facilita a digestão e gera maior sensação de saciedade Se antes de terminar de comer, você se sentir "satisfeito", pare. Não coma, se estiver sem fome, só porque sobrou um pouco de comida no prato.

27 - As melhores opções de sobremesa são as frutas, as gelatinas ou as saladas de frutas (sem creme) e sorvetes de frutas.

28 - As bebidas alcoólicas também representam um aumento significativo de calorias em sua alimentação Para beber, prefira água mineral ou refrigerantes light. Evite consumir o licor. Dentre as bebidas alcoólicas, a champagne é a melhor opção por apresentar um dos menores valores calóricos (1 taça = 85 Kcal), vindo a seguir a cerveja (1 copo de chopp = 107 Kcal) e o vinho tinto (1 taça = 108 Kcal). O álcool apresenta 7 Kcal por grama. Isso significa que ele é mais calórico do que os carboidratos e as proteínas.

29 - Para que você tenha um controle sobre o valor calórico de suas refeições, faça primeiramente o planejamento de seu cardápio (com preparações leves e sem muitas gorduras) e depois, faça uma lista de compras, pois assim você não sairá pegando tudo o que encontrar no supermercado. Ah, e não vá para o supermercado de estômago vazio.

30 - Não belisque os alimentos enquanto estiver preparando suas refeições. Você estará evitando as calorias extras.

31 - Evite os molhos à base de maionese dando preferência para os feitos com iogurte, limão ou os de chutney (molhos à base de frutas). Varie no tempero para ter sabores diferentes.

32 - No caso dos acompanhamentos, prefira arroz com passas ou somente arroz. Evite acompanhamentos com nozes, amêndoas, avelãs. As oleaginosas não contém colesterol, mas são uma boa fonte de gorduras.

33 - Outras fontes de gorduras e colesterol são as gemas de ovos, manteiga, miúdos de frango e outras vísceras de animais, creme de leite, maionese, queijos amarelos e alguns frutos do mar, como camarão e caranguejo. Portanto, se você possui um alto nível de colesterol ou está fazendo um programa alimentar para eliminação de peso, estes alimentos devem ser evitados. Quando passar por eles na mesa, simplesmente ignore-os. A sensação de vitória pessoal vai compensar - e muito - a falta dessas delícias.

34 – Entradas: Cream cheese, mussarela de búfala, salmão, tomate seco e até ricota e queijo branco são ingredientes indicados para compor estas preparações. Em algumas ocasiões, toques orientais também são indicados.

35 - Para temperar os pratos, utilize temperos naturais, como alho, cebola e tomate, e ervas aromáticas, como salsinha, alecrim, manjericão, tomilho, sálvia, sementes de mostarda, gengibre e, para aqueles que gostam, uma boa pimenta. Dê preferência ao azeite, ao invés de manteiga.

36 - Atualmente a mistura do azedo com o doce, ou seja, agridoce, está despertando o paladar de muitas pessoas. Aproveite e misture arroz com uva passa, maçã, abacaxi e outras combinações que deixam as refeições mais leves;
 
37 - Crie o hábito de ler o rótulo dos alimentos que está comprando. Veja as calorias por porção, tipos de ingredientes e evite os que tenham muita gordura saturada e colesterol e sódio.

38 - Opte por carnes magras (aves, peixes) e sempre que for prepará-las retire a pele e a gordura aparente;

39 – Esqueça as dietas miraculosas, elas não dão certo.  Lembre-se sempre de que o mais importante é mudar os seus hábitos alimentares através de uma reeducação alimentar, pois são os maus hábitos que a fazem perder o controle sobre sua alimentação. Deixe-os no passado para manter a forma.

40 – Para a
companhamentos: Opte por saladas variadas, suflês e cuscuz de legumes, leguminosas, salpicão, etc. Tudo com bastante legumes e verduras.

41 - Prefira alimentos menos industrializados e mais naturais, ou seja, evite pratos prontos, elabore-os em casa de preferência;
42 - Procure alimentos com preço bom, mas que estejam em perfeito estado de conservação. Muitas vezes, os produtos com descontos estão com prazo de validade vencido ou estão deteriorados, impróprios para o consumo;

 43 - Estabeleça metas, como por exemplo, quantos quilos você deseja eliminar ou em quantos quilos você quer que a balança pare. Mentalize este número com seriedade. Tudo vai depender da sua auto-sugestão.


44 – Mas de nada adianta pedalar durante quase uma hora para depois, como "recompensa", passar na lanchonete e se entregar a um x-bacon, refrigerante e banana-split. Mesmo malhando você acumula mais calorias. É uma questão de matemática. Você perde cem para ganhar mil. Convenhamos. Não dá! Para não cair nessa é preciso comer direito e garantir o estoque de combustível que o corpo precisa, sem abusar das calorias.


45 - Lembre-se: a hora da refeição deve ser um momento sagrado. Procure realiza-las em locais tranqüilos e exclusivos para tal. Nada de televisão ou computador. 



46 - Aprenda a comer direito. Isso significa escolher melhor os alimentos e comê-los moderadamente, na medida certa. E a medida certa, qual é? É comer um pouco de cada grupo alimentar, em quantidade suficiente para matar a sua fome. Não mais do que isso
.
47 - Observe tudo o que come e por que está comendo. Descubra se a sua alimentação é saudável, calórica ou pobre em algum nutriente. Identifique que tipo de alimento, horário ou situação abre o seu apetite. Conhecer você mesma, suas necessidades e carências é a chave do sucesso.


48 - Tome líquido antes ou depois das refeições. O suco e a água dilatam as paredes do estômago, iludindo a sua fome. Se não conseguir, tome pouco, então. Uma pequena quantidade (250 ml) satisfaz a sua vontade sem colocar tudo a perder.  

49 - Evite usar gordura animal como banha, toucinho, manteiga ou bacon. Ela é rica em gordura saturada e colesterol. Aliás, esqueça que ela existe

50 - Elimine alimentos como refrigerantes, frituras, enlatados, embutidos - lingüiça, salame, presunto e salsicha. Eles são ricos em sódio e acumulam água no organismo, provocando o tal "inchaço" que você tanto abomina. Evite o consumo de guloseimas, salgadinhos em geral, doces, chocolates, balas, bolachas e afins. Eles são muito calóricos e pouco nutritivos.
 
51 -
Prefira sanduíches tipo beirute de peru (sem maionese), filé de frango grelhado, natural (atum, ricota, cenoura, tomate, alface), rosbife de carne, filé mignon.

Nenhum comentário:

Postar um comentário